A Rua da Estrada / Álvaro Domingues

Cortesia de Dafne Editora  Cortesia de Dafne Editora

A Rua da Estrada é um conceito que emerge sobre os escombros da dupla perda da “cidade” e do “campo” e da oposição convencional entre o “urbano” e o “rural”. Da cidade, existe a ideia muito comum de que se trata ao mesmo tempo de uma forma de organização social (a polis ou a civitas) intensa e diversa que ocupa um território densamente construído, com uma forma, um centro e uns limites perfeitamente definidos. Esta imagem da cidade aparece como um “interior” confinado, rodeado pelos espaços extensivos e rarefeitos da agricultura, da floresta ou dos espaços ditos naturais. No mesmo registo, o rural seria o espaço da agricultura; agrícola porque maioritariamente dependente da economia agro-florestal, e rural, no sentido cultural, porque correspondente a estilos de vida e visões do mundo dominadas por um certo tradicionalismo atávico e pelo fechamento sobre si.

Guarde esta imagem junto com tuas outras favoritas!

Cortesia de Dafne Editora    Cortesia de Dafne Editora

Nada mais falso. As transformações da agricultura e do rural são tão radicais, quanto as que se verificam nas cidades. 
Hoje a urbanização progride a um ritmo avassalador e já não está exclusivamente dependente da aglomeração e da proximidade física entre as pessoas, os edifícios e as atividades. As infraestruturas – como a as estradas ou as redes de telecomunicações, água ou de energia –, percorrem territórios imensos que tornam possível um sem número de padrões de localização e de formas de organização social. O urbano é um “exterior” desconfinado e instável, por contraposição à imagem da cidade amuralhada.

Guarde esta imagem junto com tuas outras favoritas!

Cortesia de Dafne Editora  Cortesia de Dafne Editora

A Rua da Estrada é a perfeita imagem desta metamorfose. Mais do que lugar, a Rua da Estrada emerge como resultado da relação, do movimento. O fluxo intenso que a percorre é o seu melhor trunfo e a sua própria justificação. Sem fluxo não há troca nem relação, gênese primordial da velha cidade. Dizia-me alguém explicando as manobras de sedução que praticava para tornar o seu negócio visível para quem vai na estrada: “o problema é fazê-los parar”.

Guarde esta imagem junto com tuas outras favoritas!

Cortesia de Dafne Editora     Cortesia de Dafne Editora

Confira abaixo um texto de Álvaro Domingues, autor de A Rua da Estrada.

Em tempos muito remotos, os humanos vagueavam em grupos mais ou menos organizados, caçando e comendo do que havia. Não tinham ainda descoberto como domesticar animais e cultivar plantas; não produziam excedentes e não havia cidades. Um dia, do alto de uma colina um chefe de um desses grupos viu ao longe uma nuvem de pó que avançava e pensou: se matarmos aqueles, toda a caça e mantimentos que eles possuem será um excedente para nós. Assim fizeram e continuaram na colina exercitando armas. Quando avistaram outro grupo, pensaram melhor: matamos a maior parte e escravizamos os mais fortes para ficarem a trabalhar para nós a ver se domesticam aquelas cabras bravas. Tal qual. Pelo sim, pelo não, e porque aquela colina era estratégica e os outros invejavam suas riquezas e posição, fortificaram o lugar e ergueram uma torre no meio. Tinha nascido a primeira cidade.

Guarde esta imagem junto com tuas outras favoritas!

Cortesia de Dafne Editora    Cortesia de Dafne Editora

Os tempos mudaram muito entretanto. Já ninguém quer ficar na mesma colina para todo o sempre, andar a mando dos mesmos e a vida é outra. Fizeram-se estradas e tudo circula de um lado para o outro. Mas, porque se estima muito o passado, conservam-se as velhas torres como relíquias daquela energia primeira que persiste nas novas cidades de agora.

Guarde esta imagem junto com tuas outras favoritas!

Cortesia de Dafne Editora      Cortesia de Dafne Editora

Ficha Técnica

A RUA DA ESTRADA - O problema é fazê-los parar!
ÁLVARO DOMINGUES

Dimensões: (22,5x15,0) 260p.
Edição: Dafne Editora, Porto, Fevereiro 2010
DL: 304670/10
ISBN: 978-989-8217-06-6
Preço: 17 euros e 16 céntimos

 

Fonte:Victor Delaqua. "A Rua da Estrada / Álvaro Domingues" 28 Feb 2015. ArchDaily Brasil. Acessado 1 Mar 2015. http://www.archdaily.com.br/br/762928/a-rua-da-estrada-alvaro-domingues

1 comentários:

Alvaro Domingues on 6 de março de 2015 11:02 disse...

podem ver mais no site do Correio do Porto Rua da Estrada!

tem lá do Brasil também!
abraço
alvaro

 
IAB Tocantins Copyright © 2009 Blogger Template Designed by Bie Blogger Template
Edited by Allan